Missão Impossível: Efeito Fallout

Missão Impossível: Efeito Fallout

Não tem como classificar como mais um filme da saga Missão Impossível, efeito fallout, ao comando do diretor Christopher McQuarrie veio para reerguer a franquia. O filme é surpreendente.

Com efeito de sequência Ethan Hunt (Tom Cruise) tem que lidar com terrorista Solomon Lane (Sean Harris), que havia sido preso por ele no filme anterior, a trama envolve o roubo de três peças de plutônio para o desenvolvimento de bombas atômicas. Pode parecer clichê mas a tensão nos prende tanto que esquecemos do que Ethan é capaz. contando com os parceiros de sempre Luther (Ving Rhames) e Benji (Simon Pegg) desenvolvem os planos com maestria e improviso como sempre.

O filme traz para as telas um ar clássico de filmes de ação mas com efeitos especiais incríveis, sequência de lutas muito bem coreografadas e cenas de tirar o fôlego, além da trilha sonora contagiante que nos faz sentar na ponta da cadeira com a tensão.

Mesmo dispensando dublê e quebrando o tornozelo durante as filmagens Tom Cruise está visivelmente confortável no filme, reviver personagem já é algo natural.

Apesar do filme ser longo, duas horas e meia de duração, não é cansativo pelo contrário a dinâmica das cenas de ação e os diálogos tem um equilíbrio perfeito.

Não dá para deixar de assistir, um dos melhores da franquia, perdendo apenas para o primeiro, talvez um dos melhores filmes do gênero dos últimos anos.

DIREÇÃO:

Christopher McQuarrie

ELENCO:

Tom Cruise, Henry Cavill, Simon Pegg, Rebecca Ferguson, Ving Rhames, Sean Harris, Angela Bassett, Vanessa Kirby, Michelle Monaghan, Alec Baldwin.