O que esperar de Os Condenados – Andrew Pyper

E ai galera do Bloco01, hoje descobriremos o que Andrew Pyper nos traz desta vez. Estou falando de Os Condenados.

Antes de começar, que tal lembrar do melhor dia da sua vida. E o pior ?

“Paraíso ou Hades, céu ou inferno – eles são feitos sob medida. Eu sei porque estive em ambos”, Danny Orchard.

Danny e Ashleigh, são irmãos gêmeos fraternos. Ash, como é chamada, sempre foi a garotinha brilhante, a mais bonita, mais inteligente, mais cobiçada – a mais tudo. Uma garota que pelos outros já tinha um futuro brilhante pela frente. E Danny, sempre sendo a sombra da irmã – o excluído.

Ash até poderia ter sido uma garota com futuro se não fosse pela sua morte no aniversário de dezesseis anos, junto com seu irmão, morrendo queimados numa casa abandonada em Detroit. Porém Danny, ganhou uma segunda chance, ele consegui ser salvo, já sua irmã não teve a mesma sorte.

Após alguns anos, Danny virou escritor, contando sua história de quase morte que virou um livro, O Depois, contando de sua viagem ao Paraíso, que não é nada como imaginavam. O Paraíso é nada mais que o melhor dia de sua vida, era para lá que você vai, a não ser que o inferno te espere e o pior dia de sua vida você vivera dia após dia num loop infinito. Apesar de Danny estar famoso com seu livro sendo um Best-Seller, ele não consegue desfrutar da fama, já que sua irmã está vagando entre os dois mundos e o atormentado cada vez que ele se aproxima de alguma pessoa com quem gostaria de ser feliz.

Conseguindo esquecer sua irmã e ter achado que ela o deixou em paz depois de um tempo sozinho, Danny consegue finalmente constituir uma família e acaba por se tornar pai. Estavam todos felizes até quando Ash volta e tenta levar seu irmão para o lugar onde deveria estar a muito tempo, junto com ela no mundo onde os mortos habitam. Ela fará de tudo para conseguir seu irmão, porém  Danny fará o possível para que Ash deixe sua família em paz. Onde a trama começa e o amor e ódio de irmãos é revelado?

Se O Demonologista já fez você gostar do terror de Andrew Pyper, esse fará você gostar mais ainda. O livro prende você até o final, com um ótimo clima de suspense. Uma escrita sem enrolação como é de costume nas obras de Pyper, fazendo tudo acontecer rapidamente. Para os que leram O Demonologista verá que em algumas partes do livro, esse tem a mesma levada que Os Condenados, apesar de terem contextos diferentes, existe o mesmo clima de perseguição. Um ótimo livro, que não trará o sentimento de ter perdido tempo com ele.

O livro foi lançado aqui no Brasil pela famosa editora Darkside, que na minha opinião é a melhor editora do estilo Suspense/Terror, nos presenteando com edições maravilhosas, não só por seu conteúdo como por sua encadernação, trazendo livros com uma qualidade impar.


Sobre o Autor

Andrew_PyperAndrew Pyper, um escritor bem conhecido no mundo da literatura de terror e romance. Ganhador do Prêmio de Melhor Romance do International Thriller Writers Award (2014), concorrendo com grandes nomes como Stephen King.  Entrando em diversas listas de melhores livros de 2013 fica provado o seu merecimento em ter um Best-Seller.

Uma curiosidade sobre o livro O Demonologista, é que ele esta atualmente sendo transformado em um filme pelo produtor e diretor ganhador do Oscar Robert Zemeckis, junto com a Universal Pictures.

 

 

 


Ficha Técnica

OsCondenados_capa
Título:
 Os Condenados
Autor (a): Andrew Pyper
Editora: Darkside
ISBN: 8594540035
Páginas: 320
Ano: 2016
Link Amazon:

Mr Robot -Nossa Democracia foi Hackeada

Fala galera do Bloco01, hoje falaremos de Mr Robot.

Este seriado foi, talvez, o que mais me surpreendeu desde quando resolvi dar uma chance ao 11.22.63. Ao ler a descrição, me pareceu mais um geek herói que salva o dia com super invasões ultra-secretas em redes mega protegidas de coorporações malvadas. Na propaganda da série diz que Elliot é um engenheiro de dia e um vigilante à noite. Não se engane. Ele não tem super poderes.

Elliot é um funcionário de TI de uma firma que presta serviços de rede e possui um nível antissocial quase patológico. Não entenda mal, ele gosta de pessoas, trabalha com várias, porém não gosta de proximidade física ou interação, à não ser da sua melhor amiga de infância Angela que também é colega de trabalho e protagonista de um leve amor platônico.

mr_robot1

A história é contada sob os olhos dele e nós, os telespectadores, somos seu amigo imaginário com quem ele conversa em momentos de solidão. A coisa se complica quando ele tem alucinações, pois não sabemos se o que estamos vendo é a realidade ou mais um distúrbio dele.

 

mr_robot2

 

Nas suas noites de “vigilante”, ele usa a engenharia social para descobrir coisas sobre a vida dos outros. Quando encontra algo ruim, ele age como um justiceiro e entrega evidências às autoridades, tudo sob o anonimato. Ao final da sua missão de herói, ele guarda as pesquisas em uma maleta de DVD’s, como se fossem troféus.

O maior cliente de sua firma, a E-Corp, sofre um ataque RUDY (que significa R-U-Dead-Yet? – uma ferramenta de lenta taxa de negação que leva as conexões à exaustão.. Pesquisei mas não entendi muito bem ainda.) e acaba sofrendo um dDOS massivo. Para combater isso, ele derruba todos os servidores à fim de restaurar backups. Nisso, ele encontra em um dos servidores um recado de um hacker, pedindo para ele não apagar o arquivo. Seu instinto curioso obedece.

 

mr_robot3

 

Ao encontrar com o hacker, descobre que na verdade tudo isso foi um teste e que ele estava sendo recrutado para um grupo super secreto de anarquistas querendo combater o sistema. A proposta dos caras para Elliot é um discurso de que as corporações são o mal da sociedade, o dinheiro não é real e que eles melhorariam a vida de todo mundo se apagassem todos os dados da E-Corp, que é uma mega coorporação e existe em todos os lugares.

 

mr_robot4

 

Elliot enxerga o nome E-Corp como Evil-Corp, o próprio mal. Ao fazer parte do grupo, nós não sabemos ao certo se eles existem ou se foi tudo uma invenção da cabeça dele, uma vez que Elliot aparece no local onde eles se reuniam, e estava vazio.

 

mr_robot5

 

Com um vício em Morfina, vários energéticos e algumas noites rápidas de sexo com a traficante (da morfina), o personagem Elliot não é muito simpático mas o ator Rami Malek conseguiu transmitir um nível de realidade impressionante, sem exageros e clichês. Finalmente, uma série geek adulta, com um nível de descrição da atuação do hacker mais fiel à vida real possível e com um tema foda, afinal, quem não quer derrubar o sistema?

A série desbancou Narcos e Game Of Thrones ao ganhar DOIS globos de ouro por Melhor Série Dramática e Melhor Ator Coadjuvante em série dramática, para Christian Slater, personagem Mr. Robot, líder dos anarquistas que recruta Elliot. A segunda temporada estreou dia 13 de julho e para quem é fã de informática, fica então a super dica. Quem não é fã, vai virar.

Em termos de avaliação, de 0 à 10, eu com certeza daria.

Nota_CLogo_10

Até a próxima pessoal…